Seja bem vindo ao Rondonia Live! Sua fonte de informação em tempo real.
sexta-feira , 12 julho 2024
Webmail: contato@rondonialive.com
DestaquesGeral

SINTERO comemora decisão do Governo Federal em liberar recursos para servidores/as transpostos

Portaria destina mais de R$340 milhões para resolver retroativos dos pagamentos de servidores/as que foram para o quadro da UniãoSecretaria de Imprensa e Divulgação-SID/Foto: Jheniffer Núbia/SINTERO

A Presidenta do SINTERO, Dioneida Castoldi, juntamente com a Diretora da Secretaria de Assuntos Federais e assessoria do sindicato, estiveram em uma reunião com o Chefe da Divisão de Gestão de Pessoas (Digep), José Carlos, em Porto Velho na tarde de terça-feira (28). Na ocasião, foi tratada a situação dos servidores transpostos, os que entraram no enquadramento e a sobre a efetivação dos pagamentos que, até então, estavam “represados”. “Estamos comemorando a informação de que a partir dessa pagamento (junho) já vai ser feito aos profissionais que estão nessa situação. Mas nos foi passado que, até R$4.999, a Digep efetuará o pagamento automaticamente no próximo salário. Para valores entre R$5 mil a R$30 mil, será necessária a aprovação por uma Comissão. Quantias superiores a R$30 mil precisarão de uma portaria específica”, fala da Presidenta do SINTERO Dioneida Castoldi.

“Pagamento represado”O Governo Federal anunciou a liberação de mais de R$340 milhões para solucionar o atraso nos pagamentos de servidores estaduais transpostos para o quadro da União. Esse montante visa garantir os direitos desses/dessas servidores/as.Quando os servidores estaduais são transferidos para o quadro da União, há um intervalo de cerca de 90 dias entre a publicação no Diário Oficial da União e a efetivação do salário. Durante o governo Bolsonaro, essa lacuna chegou a se estender por até um ano e meio. Durante esse período, os servidores continuam a receber seus salários pelo Estado, embora tenham direito ao diferencial de salário pago pelo Governo Federal.Nas negociações, foi acordado que essa diferença seria paga imediatamente após a transposição, o que não ocorreu, resultando na retenção dos valores. A recente portaria busca corrigir essa situação, beneficiando aproximadamente dois mil processos apenas em Rondônia.Além disso, a reunião abordou a equiparação dos trabalhos das três DIGEPEs nos ex-territórios, incluindo Rondônia, com previsão de avanços significativos, especialmente em relação ao enquadramento dos professores leigos a partir de julho.O SINTERO segue na luta para que os direitos dos professores leigos também sejam garantidos, mas já com a declaração de vitórias.

Artigos Relacionados

DestaquesGeral

Tenda Família Cidadã atenderá o assentamento Joana Darc I na zona rural de Porto Velho

Atendimentos acontecerão no próximo sábado (06), das 9h às 14h, na Escola...

DestaquesGeral

Prefeitura de Porto Velho realiza busca ativa em residências para resgatar cobertura vacinal

Campanha do Ministério da Saúde quer garantir a imunização de crianças menores...

DestaquesGeral

Maior evento de previdência pública do Brasil atribui 1º lugar ao Iperon em governança previdenciária 

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Estado de Rondônia (Iperon) recebeu...

DestaquesGeral

Inscrições para cursos remotos profissionalizantes na área de gestão seguem até segunda-feira, 8

Estão abertas até segunda-feira (8), inscrições para cursos profissionalizantes remotos que vão...