Seja bem vindo ao Rondonia Live! Sua fonte de informação em tempo real.
sexta-feira , 12 julho 2024
Webmail: contato@rondonialive.com
Política

Proposta de Cláudia de Jesus para revogar interstício em contratações avança no governo

Secretaria de saúde opinou que mudar a lei beneficia à população.

Evolui no poder público a proposta da deputada estadual Cláudia de Jesus (PT) para alterar a lei que impede a contratação de pessoal temporário, antes de decorridos vinte e quatro meses do encerramento do contrato anterior. A deputada fez uma indicação parlamentar solicitando ao Governo de Rondônia revogação do inciso III do artigo 9º da Lei n° 4.619, de 22 de outubro de 2019, que no caso, cria impedimentos aos trabalhadores.

A Secretaria de Estado da Saúde (SESAU) apresentou ao governo e deverá ser encaminhado ao poder legislativo, um projeto de lei para resolver o impasse. No texto sugere a contratação de servidores temporários por meio de processos seletivos simplificados, mais rápidos e eficientes que concursos públicos. A proposta inclui a alteração da (Lei 4.619/2019), reconhecendo a necessidade excepcional de contratação de profissionais de saúde e permitindo novas contratações antes de 24 meses do término de contratos anteriores. A medida deve ser votada nos próximas semanas pela Assembleia Legislativa.

“Ficamos felizes de saber que existe esse entendimento por parte da secretaria de saúde, até porque, é uma medida que beneficia não só os trabalhadores, mas permite melhorias no setor público com a contratação de mão de obra. Alterar a lei também significa oferecer mais oportunidade de trabalho e renda para quem mais precisa”, disse a deputada.

Argumentos

Para embasar a proposta, a Sesau elaborou um relatório com justificativas: diz que a falta de mão de obra qualificada, como médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, prejudica o atendimento à população. Fatores como a migração para regiões mais desenvolvidas ou para o exterior, infraestrutura inadequada, condições de trabalho ruins e baixos salários contribuem para essa escassez. Isso resulta em longas filas de espera e sobrecarga dos profissionais que permanecem.

Em Rondônia, a demanda reprimida de procedimentos no Sistema Único de Saúde (SUS) chega a quase 295 mil, devido à insuficiência de pessoal. Apenas 50,9% dos 12.801 cargos da SESAU estão ocupados, o que agrava ainda mais a situação. A alta rotatividade de profissionais, restrições orçamentárias e aumento da demanda de saúde pioram o quadro.

A proposta também destaca a carência de médicos. Em Rondônia, existem apenas 4.449 médicos inscritos no Conselho Regional de Medicina, dos quais 1.816 são especialistas e apenas 768 atuam no interior do estado. Isso compromete a qualidade do serviço de saúde, essencial para tratamentos de média e alta complexidade.

Sem essa medida, a ausência de profissionais pode levar ao colapso das unidades de saúde, aumento de demandas judiciais e despesas, além de desmotivação e problemas de saúde entre os trabalhadores. A população, especialmente os usuários do SUS, é a principal afetada.

“Os objetivos da proposta são reduzir certames desertos, aumentar a contratação de médicos, permitir contratações antes de 24 meses e melhorar os serviços de saúde em Rondônia. A avaliação do sucesso será feita pelo número de candidatos nos processos seletivos, continuidade dos contratos, quantidade de atendimentos e repercussão pública. A proposta altera a Lei Estadual nº 4.619/2019 e se baseia na Constituição Federal e na Lei Federal nº 8.745/1993”, diz a Sesau.

Texto: Francisco Costa / Assessoria parlamentar

Artigos Relacionados

DestaquesPolítica

Governo Lula investiu R$ 87 milhões em Ji-Paraná

Cláudia de Jesus participa da retomada das obras do Morar Melhor 2...

Política

Pedro Fernandes participa de solenidade de entrega de viaturas para segurança pública em Rondônia

Foram entregues 241 viaturas de pequeno porte. Nesta segunda-feira (1), o deputado...

Política

Caerd responde pedido da Dra. Taíssa sobre escassez hídrica com Plano de Contingência

Documento contém medidas que devem ser adotadas para enfrentar os efeitos da...

Política

Luizinho Goebel denuncia abandono e cobra pavimentação da RO-133, em Espigão D´Oeste

Rodovia liga o município à usina de calcário está em péssimo estado...